terça-feira, 16 de outubro de 2007

Santa Sé anuncia absolvição dos Templários, ordem que está nas origens do Brasil



A Santa Sé anunciou a publicação de um documento pontifício que absolve a Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão, ou Templários, dos cargos que lhe foram imputados. Esta ordem militar de cavalaria foi fundada em Jerusalém em 1118, nos tempos das Cruzadas, por Hugo de Payens e Geoffroy de Saint-Omer e companheiros. Ela protegia os peregrinos que iam a Terra Santa.

Túmulo de templários. Temple Church, Londres

O templários tornaram-se lendários pela sua fé e coragem no campo de batalha. Criaram hospitais gratuitos de uma organização e esplendor famosos para romeiros e pobres. Sua Regra foi ditada pelo grande São Bernardo. Sua divisa foi: “não a nós, Senhor, não a nós, mas ao Vosso nome dai a glória”. O nome de Templários vem do fato de eles terem erigido suas primeiras instalações no local onde esteve o Templo de Salomão.

Capela templária do Convento de Cristo, Tomar, Portugal

Os cristãos deram donativos com largueza para as obras da Ordem. A aureola de prestígio e de coragem que rodeava a Ordem, mais sua importância material, suscitou a inveja de reis e potentados picados pela mosca da Revolução contra a Igreja e a Civilização Cristã.

Em 13 de outubro 1307, o rei Felipe o Belo, da França, que haveria de morrer excomungado, fechou todas as sedes da Ordem, expropriou seus bens e promoveu processos contra ela. Acusava-a de adorar o demônio, praticar a homossexualidade, blasfêmia e heresia. O exemplo de Felipe o Belo foi seguido por outros reis, exceção feita, do de Portugal.

Os cavaleiros que fugiram da prisão, cárcere e torturas, refugiaram-se em terras portuguesas. O último Grão-Mestre foi queimado em Paris. (foto)

Felipe o Belo (foto) aduzia uma carta do Papa Clemente V. Mas, agora, o Vaticano afirma ter achado documento do mesmo Papa Clemente V exonerando a Ordem de toda culpa. A publicação ocorrerá sob os auspícios dos Arquivos Secretos do Vaticano e da fundação italiana Scrinium.

Muralhas de Tomar e Convento de Cristo, Portugal

Segundo o historiador medievista Franco Cardini, um dos responsáveis pela edição, “a prerrogativa do Papa (Clemente V) era a de dissolver a ordem, mas ele nunca a condenou”. Cardini acrescenta que o documento achado “testemunha que o Pontífice não a considerava herege”.

A verdade é que se os Templários tivessem continuado existindo teriam sido grave obstáculo à Revolução gnóstica e igualitária que depois jogou o mundo no caos.

Muitos grupelhos ou associações obscuras tentaram durante séculos se apropriar da aureola de prestígio dos Templários, e abusaram do seu nome. De fato, nenhuma associação hoje existente sob o rótulo de Templários ou Templo é autêntica continuadora da genuína Ordem do Templo extinta no século XIV.

Os últimos remanescentes da Ordem do Templo foram a base da Ordem de Cristo criada por Dom Dinis, rei de Portugal. Foram esses cavaleiros que descobriram o território brasileiro e tiraram o Brasil do nada.

Se houve uma “vingança dos templários” ela consistiu em trazer à luz a nação hoje com a maior população católica da Terra, o Brasil, dotado de uma vocação providencial.

Os herdeiros espirituais de Felipe o Belo, entretanto, tentam enlamear e degradar o Brasil para que ele não cumpra essa missão histórica.

Veja o clip da BBC

Fortaleza templária, La Couvertoirade, França.

Desejaria receber atualizações gratuitas de "Glória da Idade Média" em meu email



AS CRUZADASCASTELOS MEDIEVAISCATEDRAIS MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISCONTOS E LENDAS DA ERA MEDIEVALA CIDADE MEDIEVALJOIAS E SIMBOLOS MEDIEVAIS

9 comentários:

olga disse...

admiro os Templários pelas obras que fizeram, desde Hospitais, etc. mas espalhar a fé pela guerra, já não concordo...
enfim, terei que estudar mais sobre esta ordem.

Olga

valdy disse...

considero injusto o evento da "extinção" dos Templários por inúmeros motivos, mas o que mais me enraivesse é o do puro interesse político de leigos que influenciou as autoridades eclesiásticas...

Fernando Tavolaro de Castro disse...

Artigo maravilhoso. Meus parabéns. Tomei a liberdade de reproduzi-lo em meu blog, dando os devidos créditos e lhe recomendando a todos os meus leitores.

Fique com Deus,
Fernando.

erondm disse...

òtimo post :)

Anônimo disse...

Gostaria de saber se o blog pertence a qual ordem ou associação católica, quem são as pessoas que fazem o blog.

Luis Dufaur disse...

Nosso blog é uma iniciativa dos animadores que estão no perfil, não pertencendo a nenhuma associação ou grupo.
Agradecemos a colaboração de muitos admiradores ou estudosos da Idade Média.
Gostariamos de, aparecendo meios e tempo, promovermos um encontro desses mesmos interessados na época em que o espírito do Evangelho penetrava todas as instituições.
Pelo blog, Luis

Carlos Renan disse...

parabes pela iniciativa, templarios tem uma grande riqueza de historia envolta deles....e muito bom isso...historia emocionante... (y)

CAVALEIROS TEMPLÁRIOS disse...

A Ordem continua mais viva do que nunca!
Hoje formada pela Cavalaria Espiritual cujos Cavaleiros defendem aberta ou anonimamente os mesmos princípios de Fiéis Soldados de Cristo.
Prevalecendo o NND. Não a nós Senhor, não a nós...
Albino Neves

Mestre Guru Lutz disse...

A verdade enriquece a história

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.