domingo, 21 de outubro de 2012

O ensino medieval mudou a história do mundo

Professor medieval dá aula sentado na cátedra para meninos
Professor medieval dá aula sentado na cátedra para jovens

O professor está sentado na cátedra. Embaixo estão os alunos. Parece que são alunos frades, porque estão tonsurados, sentados em bancos e estudando.

Muitas vezes as escolas eram nos mosteiros e o ensino era gratuito.

Alcuíno, abade de York, espécie de ministro de Educação do imperador Carlos Magno, dispôs que todas as dioceses, abadias e paróquias deveriam montar escolas gratuitas e fornecer até vestimenta e refeições aos alunos, com interdição formal de receber qualquer forma de pagamento.

As próprias Universidades, que foram criadas pela Igreja na Idade Média, eram inteiramente gratuitas, podendo o aluno trocar livremente de uma para outra.

Por exemplo, podia trocar de Oxford, na Inglaterra, para Coimbra, em Portugal, ou Bologna, na Itália, se achava bom em função da reputação do ensino e dos professores.


O ensino universitário em toda Europa era em latim, fato que facilitava essa assombrosa mobilidade.

Em geral, professores e alunos eram plebeus. Os nobres eram guerreiros.

Os senhores vêem a dignidade da cátedra, um verdadeiro trono.

Professor universitário na Idade Média
Professor universitário na Idade Média
Os senhores estão vendo como estes rapazes estão vestidos, normalmente, saudáveis, tão naturais, expressões satisfeitas, atividades comuns da vida.

Onde está a Noite de Mil Anos, a era das trevas de que tanto se fala?

Numa outra sala de aula tem um curso que nós poderíamos chamar em nossos dias de pós-graduação, porque todos os alunos são homens inteiramente feitos.

O professor, que não é muito mais velho que eles, está sentado no alto de uma cátedra.

Eles estão embaixo, estudando, mas são sempre plebeus.

A instituição das Universidades foi outra criação medieval de uma importância histórica incalculável.

Não eram universidades padronizadas sem personalidade como hoje pode haver.

Basta considerar o portal da Universidade de Salamanca, ainda marcado pela influência medieval.

Portal de entrada da Universidade de Salamanca, Espanha
Portal de entrada da Universidade de Salamanca, Espanha
A universidade era um organismo plebeu de inspiração clerical, mas o esplendor da porta é própria de um palácio real.

Aliás, a coroa do Rei da Espanha e as coroas dos vários reinos de Espanha ornamentam o frontispício dessa universidade.

O pátio interno da Universidade de Salamanca é também um monumento célebre no mundo inteiro!

O edifício e a instituição foram criados para os plebeus sob a inspiração eclesiástica.

A generalização de institutos de ensino, fato desconhecido pelas civilizações precedentes, impulsionada pela Igreja, promoveu a plebe e acabou erradicando o analfabetismo na Europa já no fim da Idade Média!

(Fonte: Plinio Corrêa de Oliveira, 22.04.73. Sem revisão do autor.)





AS CRUZADASCASTELOS MEDIEVAISCATEDRAIS MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISCONTOS E LENDAS DA ERA MEDIEVALA CIDADE MEDIEVALJOIAS E SIMBOLOS MEDIEVAIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.