quarta-feira, 30 de julho de 2008

O milagre que deu o nome de São Miguel ao Castel Sant'Angelo

Em 590 Roma foi alagada por uma enchente do rio Tibre. Estorou a peste. A cidade perecia. Mas, o Papa era um santo. Mandou fazer uma procissão septiforme. As pessoas morriam durante a procissão e desanimavam. O Santo mandou seguir em frente. Subitamente ouviu-se no Céu, um cântico até então desconhecido... Clique e saiba o que houve.

Desejaria receber atualizações gratuitas de "Glória da Idade Média" em meu email

terça-feira, 22 de julho de 2008

Pode nascer uma abadia "medieval" em pleno século XXI nas Américas?


A resposta é positiva segundo os estudantes da Universidade de Kansas que fundaram uma abadia em Clear Creek, nos EUA, para re-editar a influência dos mosteiros medievais, agora visando a gestação de uma nova Civilização Cristã.

Como? Veja aqui.

Desejaria receber atualizações gratuitas de "Glória da Idade Média" em meu email

sábado, 19 de julho de 2008

A história do rapaz estrangulado pelo demônio

Demônio e Anjo da Guarda no Juízo Final, Notre DameDois estudantes combinaram ir a uma casa de perdição. Um deles, porém, desistiu no último momento. Antes de dormir rezou três Ave-Marias. Era um costume de família.

Assim que deitou, ouviu umas pancadas na porta, e viu seu infeliz companheiro morto que lhe falava, e disse:

O que houvera?

Desejaria receber atualizações gratuitas de "Glória da Idade Média" em meu email

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Papa Bonifácio VIII: superioridade dos Papas sobre os reis

Túmulo de Bonifácio VIII, Florença"O Evangelho nos ensina que há na Igreja e no poder da Igreja dois gládios: o espiritual e o temporal.

"Quando os Apóstolos disseram: “Temos aqui dois gládios" – aqui, isto é, na Igreja – o Senhor não respondeu: “É demasiado”. Pelo contrário, respondeu: “isto basta”.

"Por certo, aquele que nega que o gládio temporal esteja no poder de Pedro, desconhece a palavra do Senhor que disse: “Recoloca tua espada na bainha”.

"Portanto, um e outro gládio estão no poder da igreja, o espiritual e o temporal; mas este deve ser tirado para a Igreja, aquele pela Igreja; um pela mão do sacerdote, o outro pela mão dos reis e dos soldados, mas com o consentimento e o beneplácito do sacerdote.

"Contudo, é preciso que o gládio esteja subordinado ao gládio; a autoridade temporal ao poder espiritual, porquanto diz o Apóstolo: “Não há poder que não venha de Deus, mas os que existem foram instituídos por Deus”; ora, esta ordem não existiria se um dos dois gládios não estivesse subordinado ao outro, e, enquanto seu inferior, ligado por ele à categoria suprema, pois segundo São Dionísio: “A lei da divindade é que as coisas inferiores devem estar ligadas às superiores pelos intermediários”.

Bonifácio VIII, Agnani"Devemos reconhecer que o poder espiritual supera em dignidade e em nobreza todo poder temporal, tanto mais evidentemente quanto as coisas espirituais superam de muito as coisas temporais.

"Cabe ao poder espiritual instituir o temporal e julgá-lo caso não seja bom. Verifica-se, assim, atinente à Igreja e ao poder eclesiástico, o oráculo de Jeremias: “Eu vos constitui sobre as nações e sobre os reinos, etc.”.

"Se, portanto, o poder temporal se desvia, ele será julgado pelo poder espiritual; se o poder espiritual desvia-se, o inferior será julgada pelo superior, e se é o poder superior, só por Deus. Ele não poderá ser julgado pelo homem, como atesta o Apóstolo: “O homem espiritual julga todas as coisas e não é julgado por ninguém”.

Fonte: Bula Unam Sanctam, apud Marie-Hippolyte Hemmer, verbete Boniface VIII, in “Díctionnaire de Théologie Catholique”, Tomo II, col. 999s.

Desejaria receber atualizações gratuitas de "Glória da Idade Média" em meu email

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Canção de Rolando (6º) : O conde Olivier entrega sua alma a Deus

O conde Olivier entrega su alma a Deus, Canção de RolandFerido, o bom e sábio conde Olivier caiu no chão.

Sintindo a morte se aproximar, ele fez a confissão de seus pecados, juntou as mãos em direção ao Céu pedindo a Deus que lhe abrisse as portas do Céu, que abençoasse o santo imperador Carlos Magno e à doce França...

Ouça o pranto de Roland.


Desejaria receber atualizações gratuitas de "Glória da Idade Média" em meu email

Significado do sorriso por trás da força das colunas góticas

As colunas góticas encerram muitos ensinamentos da sabedoria católica medieval. Suas colunas são fortes, quase esmagadoras. Mas, sorriem para quem sabe olhá-las. Por quê?

Desejaria receber atualizações gratuitas de "Glória da Idade Média" em meu email

terça-feira, 15 de julho de 2008

Quando reis, cardeais e Papas disputavam em piedade. A origem do "Vinde Espírito Santo"

Roberto II o Piedoso, Grandes Chroniques de France, século XV, ©BNF
Na Idade Média houve de tudo. Mas com uma diferência essencial com as outras épocas. Houve chefes de Estado - monárquicos, aristocráticos ou democráticos - que disputavam em virtude até com cardeais e Papas. O caso do hino "Vinde, Espírito Santo" serve de exemplo.

Ouça-o e veja os que disputam a autoria.

Desejaria receber atualizações gratuitas de "Glória da Idade Média" em meu email

segunda-feira, 14 de julho de 2008

São Bernardo: "eu vou executar esse criminoso com minhas próprias mãos!"

São Bernardo de Claraval aos pés de Nossa Senhora. Heiligkreutztal, Andreas PraefckeO famosíssimo São Bernardo de Claraval cruzou com um cortejo que levava um bandido ao patíbulo. Vendo o Santo os presentes acharam que ele pediria clemência.

São Bernardo voltou-se para os verdugos e disse para surpresa de todos:
— Entregai-me este criminoso, e executá-lo-ei com as minhas próprias mãos.

Imagine no que é que acabou a história, e confira o inesperado resultado clicando aqui.

Desejaria receber atualizações gratuitas de "Glória da Idade Média" em meu email